Blogs em Papel e Tinta – Entrevista com César Miranda

Blogs em papel e tinta: Entrevista com César Miranda – Pró Tensão

ENTREVISTA COM CÉSAR MIRANDA

César,  a Jules, o Ruy Goiaba e – depois – você eram do Blogspot, e eu os leio desde então. Todos se mantiveram ótimos: na minha opinião, nunca deixaram a peteca cair. Era uma espécie de vício solitário?:-) Antes que surgisse a maçon..digo, os Wunderblogs, vc alguma vez já quis parar?

César::Jamais quis parar. Nunca parar, sempre Pará. Jamais foi um vício solitário para mim, se não fossem duas ou três pessoas muito especiais que sei que me lêem e se interessam pelo que escrevo, eu nem escreveria. Sou um preguiçoso!

Como foi que você entrou para a seit…, digo, para os Wunderblogs? É diferente? bom, melhor etc.. escrever num ‘condomínio’ de blogs?

César:Jamais imaginei que entraria, jamais tinha sido sondado ou coisa do tipo. Sempre os adorei e sempre achei normalíssimo não fazer parte do grupo, pois sempre achei todos (e ainda acho) muuuito superiores a mim. Um dia Marcelo mandou email, jamais tínhamos tido qualquer tipo de contato, perguntando se eu gostaria de entrar para o grupo, respondi perguntando quem eu deveria matar.
Escrever não é diferente, antes eu produzia um tipo de texto que continuei produzindo quando virei wunder e que continuarei depois que nos separarmos. O bom, o melhor, é ter amigos daquele quilate lá e participar da wunderlista, por exemplo. Isto é maravilhoso.

Por ser um livro de blogueiros, blogueadores, ou como dizem os lusos : bloguistas;-) há ilustrações? (como vê só perguntas cruciais;-(((

César: Só palavras, palavras, palavras, como diria o Xico Pires. Seria ótimo que tivesse ilustrações, as do Radamanto já são cult. Eu gostaria que tivesse som também.

Diante do seu blog às vezes fico parada como o burro de Buridan (ou seria o”asno”?) e não sei se vou ler os posts de  2001, 2002 ou o que escreveu um ano atrás nessa mesma data. Vc acha que é ruim o fato de que o que você faz tão bem, ficar esquecido, lá pra trás etc..?

César: Acho ruim e fico triste. Fico com pena dos leitores que conhecem o Pró Tensão agora e, pobres, não fuçam seu passado distante. Acho que eu era mais besta no começo. Ser mais besta é uma qualidade para quem se diz humorista, o que significa que sendo mais besta, já fui melhor.

Como vocês fizeram para escolher os seus melhores posts se todos são muito bons? No flattery, ok? I swear!. Os blogs que eu gosto são de fato os melhores;-) Pois bem, como foi? Quem disse para vocês -ou vocês se disseram-: Basta! ?
Ficaram em dúvida, se arrependeram depois de tê-los enviado (os posts) e acharam que ” ai!, porque não mandei esse em lugar daquele”?

César: No começo, fizemos uma seleção que tinha um limite (parece que eram 70 mil toques) e depois fomos enxugando, enxugando. No começo é terrível, no final você vicia em editar que se não tomar cuidado, corta tudo. Cortei muita coisa que gosto também porque são coisas que não acho parecido com post (se é que isto existe), por exemplo meus contos curtos. Se você procurar na minha seleção encontrará um só. Nossa editora Isabella Marcatti é uma maravilha, uma profissional que eu jamais imaginei que encontrasse nessa trabalheira que é organizar um livro veríficando cada letra, cada encontro vocálico etc. A primeira editora a gente nunca esquece. Sobre arrependimento, bem, eu tento não ler minha seleção.

Quanto tempo levou entre a idéia de fazer o livro até o livro ir para a gráfica, a prova final e ficar pronto para o lançamento? Os wunder tiveram encontros (para discutir o livro, bem entendido) ou tudo foi pela Internet? Aliás, como/quando foi que a idéia de fazer um livro dos wunders reunidos, ganhou consistência e vcs viram que ia dar mesmo;-)?

César: Acho que só o WM poderia responder estas.
[ N. da E.: WM= Wunder Meister ou seja Marcelo de Polli]

Você acha que poderia fazer um livro de seu blog? Isto é, um livro solo, só seu?César: Claro. Não só o meu. Todos os wunders poderiam fazê-lo extraordinariamente. Um livro do Radamanto, imagine, seria o máximo.

Vocês, certamente, escolheram posts engraçados, sarcásticos, mas escolheram também os sérios se é que vocês tem ‘assomos’ (hohoho) de seriedade?

César: Meu blog chama-se Pró Tensão, ele é tudo o que indica o nome: sábio e bobo.
Mas não só isto, é também: holístico e transgênico, auto-ajuda e auto-atrapalho, santo e pecador, músico e surdo, poético e prosaico, político e honesto, velho e novo, platônico e aristotélico, anjos e serpentes, terra de contrastes, Parmênides e Heráclito, Freud e Jung, Chico e Caetano.

Ih ..eu me lembrei da Miss Veen;-) É verdade que vocês vivem todos presos, rendidos e submissos aos tacões (ueba!!!) ao chicot..digo, à tirania, ou melhor dizendo, ao reinado da Miss Veen ? (não me levem a mal, mas Miss Veen…com esse nick, sendo bonita, inteligentérrima e a única menina num bando de enlouquecidos rapagões ops. o que estou dizendo,
Good Gosh, mas não lembra coisa de dominatrix? Veen;-)?

César:Não sei os outros, eu concordo com tudo o que ela diz, pede e quer. Que eu não sou besta!

Reza a lenda que o Marcelo di Polli (é assim?) tem 3 metros de altura e por isso ele é o boss e ai de vocês que não dancem conforme a música, ou seja, que tirando ele, que é muito altão, vocês todos são rostinhos e corpinhos
de uma beleza ímpar, mas querem vencer pelo próprio talento. É verdade?

César: O WM é o chefe mais amado da nação. Seu tamanho é apenas mais uma de suas perfeitas e adequadas propriedades para nos defender de todo o mal.
Já o nosso talento inimitável é apenas coincidência. Ousaria dizer que somos mais lindos que lidos. Quem foi ao lançamento constatou que nossos textos não chegam a nossos pés. Só não montamos um Wunderfotolog porque realmente a fotografia não nos faz justiça. Só vendo, só vendo.

Do alto da autoridade;-) que agora vocês têm, que blog “de fora” dos wunder, você acha que daria pé, digo, livro?

César: Muitos, muitos mesmo. O Drops da Fal, O Mirante do Nelson, o Milton Ribeiro, Zadig, o Mundo Perfeito, só para citar meus amigos. O que não dá para entender é tanto escritor maravilhoso não viver só de escrever.

É verdade que logo mais estaremos assistindo Wunderblogs.com , o filme? E quem vai dirigir?

César: O filme será dirigido pelo Radamanto, evidentemente. Com trilha sonora de Ruy Goiaba. Mercuccio no papel de Peter Selers.

Há entre os wunder quem já tenha livros editados ou prestes a ser editado. Vocês acham ou não acham, que escrever um blog dos bons não é “coisa pra amadores”? (explicando melhor, com essa pergunta quero saber o que acham da idéia de que escrever num blog é considerado como uma coisa “menos nobre” em relação a escrever um livro, por exemplo.)

César: Muitos blogueiros são ótimos escritores. Pertencem apenas ao MSE, movimento dos sem editora e são pacíficos, não há movimento mais pacífico. Blog não é coisa séria mesmo principalmente porque ninguém recebe nada. Quanto à nobreza, putz, tem tanta porcaria publicada em forma de livro. E tem tanto post que você não pode chamar de “textos efêmeros para a internet” como fez a Folha de S. Paulo. O meio é irrelevante neste caso.

Os portugueses vivem fazendo ‘livros de blogs”… aqui não se fez ainda, até o de vocês, o que acha disso?

César: Acho um verdadeiro escândalo o nosso ser o primeiro, mas no caso do Brasil coisas assim é normal. O Francis Hime, por exemplo, lança um disco e ninguém diz nada. Em um país decente, se um Francis Hime lança um disco, eis um evento magnífico digno de todas as notas possíveis. Além disto, como diz o Millôr, quando uma moda fica velha vem morar no Brasil.

Vocês acham que existe essa coisa de livro é livro, blog é blog, (bem,…até é) Mas não acham que  pelo blog se conhece o talento de quem o escreve?
Ou ainda, você acha – que são coisas excludentes blog e literatura?

César: Blog é um meio não uma espécie de arte. Logo, blog, nada significa. Acho, por exemplo, que Montaigne era um blogueiro. O problema é que naquele tempo não existia blog.

Há alguma coisa inteligente, cool;-) que eu não tenha perguntado e deveria?

César: Só quero sugerir (exigiria se pudesse) que comecem o livro pelos textos do Felipe Ortiz. Jamais serão os mesmos e lerão o resto como se levitassem.

Meu Deus, eu é que agradeço. Foi minha primeira vez (!) e como todos podem ver estou muito nervosa;-) Sério.
E desejo muito sucesso à Editora Barracuda e que o Wunderblogs.com fique assim por muitas e muitas semanas nas Listas dos mais vendidos.

César Miranda escreve o blog Pró Tensão. É advogado, compositor, escritor, letrista e adora o Elomar.

Postado por.Meg Guimarães link permanente para este texto 21 jul 2004 @ 00:06
******************************************
COMENTÁRIOS

Comentários:
Meg, você sabe que tenho uma opinião formada sobre o César. Acho-o ínteligente, sagaz, bem-humorado, dono de um texto enxuto, de uma aguda sensiblidade que o faz produzir palíndromos geniais, haicais de amor, poemas, temas satíricos, que ora estão abrilhantando o livro.
A leitura de seus posts foi pra mim uma festa e um aprendizado.
Claro que, na entrevista. ele se saiu muito bem, ou melhor,ainda surpreendeu por suas respostas precisas e pela graça que põe em tudo o que diz.
César,sou sua fã e devo isso à nossa amiga que o enche agora de “perguntas cruciais” que só conseguiram comprovar suas reais qualidades de escritor.
Parabenizo os dois.

postado por: Magaly às julho 21, 2004 09:39 PM
*******
“Todos os wunders poderiam fazê-lo extraordinariamente. Um livro do Radamanto, imagine, seria o máximo.”
Que é isso, o seu seria muito melhor, caro César.
Obrigado, obrigado.
E lendo sua entrevista fiquei com muita vergonha da minha. :o)
postado por: Radamanto às julho 22, 2004 01:04 AM

*********
Olha, ontem à noite li todo o capítulo César Miranda do Wunderblog.com. Este cara é muito modesto, ele é o máximo. Grande abraço a todos.

postado por: Milton Ribeiro às julho 22, 2004 11:17 AM

*********************
Ma chère MEG,
Genuflexo, agradeço-vos a citação a este rabiscador e francófono. Ave, César. Por Tutatis! Este vosso amigo fica agradecido.
Quanto ao talento do César Miranda, não preciso ser redundante, até porque sou um magricela feito o meu ídolo Asterix.
Amitiés,
BetoQ (Zadig).
postado por: Zadig às julho 22, 2004 03:01 PM
*******

César, você me deixa emocionada. Obrigada. O processo de edição do wunderblogs.com foi um aprendizado fundamental para mim. Meus wunderautores me dão muito orgulho.
Um beijo,
Isa

postado por: Isabella Marcatti às julho 22, 2004 07:38 PM
**********

Poxa, gente, o que me deixa mais feliz é saber que quando respondi isto jamais imaginava que vocês leriam a entrevista. Espero sempre responder entrevistas sem lembrar disto, só para depois ter surpresas tão boas quanto esta. Eu é que estou emocionado, Isa e todos meus amigos comentadores.

postado por: César Miranda às julho 22, 2004 08:36 PM
******
Publicado originalmente em 21 de julho de 2004

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s