Mais brasileiros deportados pela Espanha

 

07/03/2008 – 12h26
‘Me sinto um animal abandonado’, diz brasileiro barrado Andressa Zanandrea
Em São Paulo

ad=’180×150′; pos=’5′; sum=’0′; DEconn=0; var DEt=new Date(); DEt=DEt.getTime(); DErand=Math.floor(DEt*1000*Math.random()); var scw=0,sch=0; if(screen.height){scw=screen.width;sch=screen.height;} document.write(”);

“Me sinto um animal abandonado”, disse o vendedor Valter Vaz Lauwers, de 21 anos, ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Cumbica, na Grande São Paulo, na manhã de hoje. Com o rosto abatido e cansado, o capixaba narrou as quase 48 horas de tensão que passou no aeroporto de Madri, depois de ter a sua entrada na Espanha negada na quarta-feira. Ao todo, 30 brasileiros foram barrados por agentes da imigração espanhola nos dois últimos dias.

Apu Gomes/Folha Imagem

Parte do grupo de brasileiros que foi impedido de entrar na Espanha voltou hoje ao Brasil, e desembarcou em São Paulo
LEIA MAIS
ESPANHÓIS BARRADOS NA BAHIA
‘NÃO FOI RETALIAÇÃO’, DIZ DELEGADO
MAIS NOTÍCIAS DO DIA
FOTOS DESTA SEXTA

Segundo Lauwers, os funcionários do aeroporto espanhol pediram para que ele seguisse até uma sala separada assim que olharam o seu passaporte brasileiro. O jovem apresentou os documentos pedidos e o cartão de crédito, mas estava sem a passagem de volta, que havia sido comprada pelo tio em Portugal e só seria retirada no aeroporto daquele país. “Tentei explicar, mas eles disseram que não queriam saber da minha explicação”, conta Lauwers.O capixaba diz que ficou na mesma sala até as 23 horas da quarta-feira sem comer ou beber e sem receber explicações. Após receber a notícia de que seria deportado, foi transferido para uma segunda sala com beliches, onde, segundo ele, havia muito mais gente do que camas, inclusive idosos e crianças. A primeira refeição que receberam era composta de “feijão frio, maçã e pão duro”.

O promotor de vendas Marcos Vinicius Silva dos Santos, de 23 anos, passaria sete dias em Paris com um amigo, mas também teve sua entrada na Espanha negada na Quinta-feira. Ao desembarcar em Cumbica nesta sexta, ele carregava apenas a mala de mão, já que sua bagagem seguiu direto para Paris. O brasiliense também falou sobre as más condições do quarto em que os brasileiros dormiram e disse que o local era equipado com câmeras e vidro fumê e não tinha água

Anúncios

Uma resposta em “Mais brasileiros deportados pela Espanha

  1. Sou funcionária pública, viajava para itália de férias com meu filho de 08 anos para passar o Natal e Ano Novo, era a quinta vez que ia a europa. Fiquei detida em madrid sem nenhuma explicação, trancada numa sala com mais de 60 pessoas sendo humildada, dividindo a cama com estranhos por não haver espaço para tanta gente.
    portava cartão de crédito, passagem de ida e volta, 5000 mil euros, eles alegaram~que eu não tinha carta convite, ou reserva em hotel, expliquei que ficaria com um casal de amigos italianos, dei telefone e endereço. Nada Adiantou, disseram que eu era imigrante e me mandaram de volta 48 hoiras depois.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s